Leste, oeste, norte, sul

Aqui eles usam as orientações cardeais a sério. No Rio, por exemplo, as orientações cardeais acabaram ganhando um peso diferente. As pessoas não se localizam dizendo que estão na parte sul da cidade, na parte leste da praia, na escada norte do shopping.

A orientação cardeal só serve para dividir a cidade em zonas e mesmo assim a conotação de quem tem dinheiro ou não é que vale. Tanto que muitos falam da Barra como se fosse a zona sul, só pelo poder de compra de quem mora lá. Mas a Barra é tanto zona oeste quanto Jacarepaguá. E zona norte virou sinônimo de subúrbio.

Aqui na América do Norte a orientação cardeal é usada geograficamente o tempo todo. Por exemplo, a Main Street está lá para dividir a cidade em lado oeste e lado leste. A Hastings Street de um lado é West Hastings e do outro East Hastings.

O tempo todo eles usam a orientação cardeal para se localizar. Se você pergunta o caminho para alguém, ao invés de te falar vire a esquerda ou a direita, eles vão dizer pegue o sentido oeste, pegue o sentido norte.

Aconteceu comigo de estar gravando em um ginásio. Pelo rádio perguntei onde estava tal pessoa. A resposta foi: estou na porta noroeste. Ok. Respirei fundo. Não tinha idéia de onde era norte, sul, leste, oeste. Muito menos noroeste. Não era mais fácil ter falado na porta da frente? Ou na porta que dá para o campo de futebol? Talvez para nós brasileiros. Não para eles.

Quando estava trabalhando no BC Place durante os Jogos Olímpicos era a mesma coisa. Pelo menos lá tinham as entradas Leste e Oeste nomeadas. Sabendo onde elas estavam, ficava fácil. Se não tivesse, ia ralar para me entender, até porque é um estádio redondo e ia acabar me perdendo o tempo todo.

No Rio nunca pensei em me localizar por onde o sol nasce ou onde ele morre. Aqui consigo me localizar sabendo isso. É só questão de costume.  

Também tem uma outra coisa que ajuda a localização. As montanhas ficam em North Vancouver. Então sempre que você consegue ver as montanhas, você consegue saber para onde é o norte.

É tudo questão de costume. Mas às vezes o bicho pega. Se está nublado e você não consegue ver o sol? Nem as montanhas? Pegue outro ponto de orientação rápido porque mais cedo ou mais tarde você vai precisar.

About these ads

4 respostas a Leste, oeste, norte, sul

  1. Nossa fiquei rindo sozinha…
    Outro dia me perguntaram a direção para uma loja e eu expliquei, vira à direita na rua tal, e a pessoa me olhou estranho e perguntou, sentido leste? Eu disse, sei lá, não tenho uma bússola aqui….rsrs

  2. Leonardo Luz diz:

    A gente aprende isso no ensino fundamental e creio nunca mais usamos, de forma que, realmente não lembro direitinho como se faz. Sei que posicionando um dos braços (direito ou esquerdo?) onde sol nasce e o outro onde ele morre, para frente é o norte, para trás sul, para direita leste e para esquerda oeste.
    Você que já tá craque no assunto, diga aí como é que se faz mesmo?

  3. Oswaldo diz:

    O sol nasce no leste e morre no oeste. Como moro no West End, o sol morre por esses lados, o que facilita bastante. E sempre tem um solzinho batendo no meu apartamento de tarde.
    Seguindo a sua posição com os braços, onde o sol morre, oeste, fica o braço esquerdo, na sua frente fica o norte.

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: